Home / Comportamento / Vampirismo
Vampiros são aquelas pessoas que chegam perto de você e simplesmente te enfraquecem.

Vampirismo

Vampiros são aquelas pessoas que chegam perto de você e simplesmente te enfraquecem.
Vampiros são aquelas pessoas que chegam perto de você e simplesmente te enfraquecem.

É muito comum as pessoas – baseadas em falsas crenças – acreditarem que “pegam” coisas dos outros. Já vi gente se classificar como “esponja” como se isso fosse algo positivo. O que ocorre na verdade é que quando você não tem uma boa estrutura psíquica, seus mecanismos de defesa  não trabalham da forma devida. Vão agindo sem um “gerente” os guiando e comandando o que entra e o que sai.

Quando falamos em vampirismo já vem a mente uma falsa sensação:  os vampiros são maléficos e aproveitadores. Na verdade são as próprias “vítimas” que entraram nessa vibração, que se tornaram suscetíveis ao vampirismo. Não adianta projetar a responsabilidade sobre as coisas que ocorrem conosco, numa terceira pessoa. Se uma energia desfavorável “grudou” na sua aura, é porque sua aura estava aberta, é um terreno fértil. A melhor semente não se desenvolve em um solo infértil!

“Vampiros” podem ser encarnados ou desencarnados, conscientes ou inconscientes. Os movimentos que estudam o tema, tem classificado os vampiros em 12 tipos:

 

1-) Cobrador

É aquele perfil de pessoa que está sempre cobrando algo e tentando te passar a responsabilidade de tudo.

Comportamento que o identifica: frase como “Por que você não fez X?”

Defesa: a melhor defesa contra esse tipo de vampiro é devolver a responsabilidade: “Se você sabia que a forma certa era a X, deveria ter feito! Que descompromisso hein!”.

 

2-) Crítico

Faz críticas destrutivas e negativas contra tudo e todos. Não consegue perceber o lado bom das coisas e tenta puxar quem está ao redor a começar a ver tudo “pelo lado negro”.

Comportamento que o identifica: Frases como “Você não vê maldade nos outros. Lembre-se que eu avisei que você ia se dar mal.”

Defesa: discorde e enfrente. “Entendo porque pensa assim, sua vida é uma bagunça, tudo dá errado. Deve ser essa sua visão sobre tudo. Se eu entrar na sua, vou ficar igual a você! Só ouço opinião de quem está melhor que eu!”.

 

3-) Adulador

Elogia excessivamente. É o famoso “puxa-saco”.

Comportamento que o identifica: Elogios fora de hora e sem sentido. Mesmo quando você sabe que não fez algo legal, eles insistem em dizer que está perfeito.

Defesa: Não dê ouvidos ao que falam para que sua vaidade não seja a porta por onde sugarão energia. Caso sejam muito insistente, corte a vibração soltando uma frase como “você se contenta com bem pouco”.

 

4-) Inquiridor

Faz uma pergunta atrás da outra. Enquanto você está respondendo algo, ele já lançou outra questão. O objetivo e deixar você desestabilizado mentalmente.

Comportamento que os identifica: pessoas que enquanto você está respondendo algo que questionaram, já lançam outra pergunta rapidamente (principalmente se fugir um pouco do tema).

Defesa: anule suas energias dizendo que agora é sua vez, e faça uma pergunta de cunho íntimo e pessoal.

 

5-) Reclamador

Estão sempre insatisfeitos. Nunca nada está bom nem se for feito da forma como sugeriram.

Comportamento que os identifica: pessoas que reclamam de tudo, mesmo quando não tem argumentos para sustentar as reclamações.

Defesa: deixe-os falando sozinhos. Quando começarem com o festival de lamentações finja que está distraído e nem ouviu o que disseram. A indiferença anula esse perfil.

 

6-) Lamentadores

Nessa classificação estão os “dramáticos profissionais”. Em qualquer situação criam dramas e sofrimentos, sempre se colocando como vítimas e coitados. Atacam pelo lado emocional e afetivo.

Comportamento que os identifica: pessoas que choram muito, e fazem questão de contar “como sofreram”. Fazem o possível e o impossível para gerar pena. Se preciso inventam até uma doença.

Defesa: já que quem tem pena é galinha, corte suas asas. Com firmeza, solte uma frase do tipo : “Se a vida é tão ruim assim pra você, deve ser porque você é uma peste e Deus está fazendo-o provar um pouco do próprio veneno, afinal, Deus é justo”.

 

7-) Grudento

Esse tipo de vampiro se liga no erotismo e na sexualidade. É muito sinestésico, precisa de contato.

Comportamento que os identifica: olhares que “te engolem”, insinuação sexual.

Defesa: tente distrair a atenção do vampiro e afaste-se. Tente evitar contato sempre que possível. Uma boa alternativa é constrangê-lo, dizendo algo como “tem uma sujeirinha no seu nariz”.

 

😎 Matraca

Perfil de vampiro que fala muito. Ele sabe de tudo, opina sobre tudo, corta quem está falando e nunca tem descanso.

Comportamento que o identifica: Pessoas que tendo uma oportunidade disparam a falar sem parar.

Defesa: Mostre-se indiferente ao assunto e puxe outro. Se ele insistir em continuar falando, invente uma desculpa e se afaste.

 

9-) Hipocondríaco

Acha legal estar doente e procura estar sempre com alguma nova mazela. O objetivo é chamar a atenção, mostrando-se vulnerável e necessitado de cuidados.

Comportamento que o identifica: coleciona bula de remédios, toma dezenas de comprimidos diariamente, e se alguém começar algum assunto referente a doença, pra ele vira uma competição. As doenças dele sempre terão que ser as piores e mais críticas.

Defesa:

 

10-) Barraqueiro

Com ele tudo se resolve na base do escândalo. Procura brigas e discussões aonde quer que vá. Se tudo estiver calmo, ele pisa no pé de alguém para a pessoa reclamar e começar daí uma briga.

Comportamento que o identifica: mesmo quando a situação está tranquila, tenta gerar alguma confusão ou discussão.

Defesa: Mostre-se sempre calmo, não se desestabilize e se afaste. Quando começar alguma confusão ou discussão, diga que precisa e ir no banheiro e procure demorar. Mostre que não irá apoiar qualquer confusão e que não será envolvido em brigas que não são suas.

 

Agora que você já conhece os tipos de vampiro, basta ficar atento(a) e usar as defesas indicadas. É bom salientar que nem sempre as pessoas são “naturalmente” vampiras. Elas podem simplesmente “estar” vampiras. Muitas vezes quando estamos com algum problema muito sério, é natural que nosso corpo energético fique enfraquecido, e vá buscar externamente o que está faltando. Assim, muitas vezes NÃO SOMOS vampiros, mas ESTAMOS vampiros.

 

 

Comentários

comentários

About Carlos Machado Jr (Caju)

Leonino com ascendente em Sagitário. Estudo e me interesso por mediunidade, espiritualidade, astrologia, esoterismo, Umbanda, psicologia, parapsicologia, comportamento, religiões, orixás, ocultismo, oráculos, filosofia e mais uma dezenas de temas. :-)

Deixe uma resposta