Home / Esoterismo / Regressão de Memória (Terapia de Vidas Passadas)

Regressão de Memória (Terapia de Vidas Passadas)

A regressão de memória é uma técnica muito utilizada nos centros de estudos esotéricos, em algumas escolas espirituais e atualmente alguns terapeutas também tem aderido a prática, que consiste em um relaxamento profundo e direcionado, colocando quem se submete a experiência em contato com seus registros akashicos (lembranças de outras vidas que estão inacessíveis para o nosso consciente objetivo, mas permanecem em nós, como uma espécie de lembrança “eterna”).

Geralmente, recomendo o processo regressivo para pessoas que tem encontrado dificuldades relativas a traumas, medos e lembranças que não possuem uma origem definida. Algumas pessoas em um dado momento simplesmente “estacionam” em sua existência atual, ficando num ciclo do qual não conseguem tomar uma ação e agir. Muitas vezes, o motivo dessa “parada” está associado a experiências que podem ter sido vividas em vidas regressas.

Passei por diversas experiências dentro da Terapia de Vidas Passadas, em momentos da minha vida em que eu não conseguia me encontrar: eu tinha comportamentos que não condiziam com meus próprios pensamentos, e me sentia perdido. Pude rever algumas vidas, entre elas as uma em que vivia em Navarra na Espanha e pertencia a um grupo ocultista, e em outra em que ao mergulhar no mar ocorreu uma falha no equipamento e acabei me afogando (o que justificava minha sensação de estar sempre sufocado, de ter dificuldade em confiar nas pessoas e de sempre querer estar no controle de qualquer situação). Sempre fui do tipo que entra em uma balada e antes de aproveitar tenho que saber aonde é o banheiro, aonde são as saídas de emergência e etc. No meu caso, revivendo alguns traumas, me senti livre, posso dizer que consegui seguir em frente ao compreender que eu estava preocupado com algo que não condizia mais com minha realidade atual.

Existem muitos medos que podem ser resolvidos através da regressão. Os mais comuns são relacionamento com parceiros (confiança, sexo e afins), atrito com os pais, claustrofobia e até doenças que sempre retornam.

Durante o processo de reencarnação, temos a possibilidade de nos relacionar novamente com pessoas que fizeram parte de nossas vidas. Creio que a ordem mais comum seja: pai/mãe/filho/filha, irmãos, amantes, parentes e amigos.

A crença na reencarnação existe no Hinduísmo, na Índia; no Iamaísmo, no Tibete; no Budismo, por todo o Ceilão, Coréia e Sudoeste Asiático; no Kardecismo e Umbanda, mais fortes na Europa e América do Sul.

O conhecimento íntimo de nossas próprias reencarnações, nos torna uma necessidade vidal. Mesmo os homens primitivos, já enterravam seus mortos na posição fetal, mostrando acreditarem no renascimento.

A Alma está diretamente ligada ao segundo corpo, um veículo energético da psique humana, que sobrevive após a morte física (perispírito dentro do conceito de Kardec). É importante salientar que não nascemos no momento em que acreditamos, somente nosso corpo físico nasce. Nosso “Eu-Verdadeiro” já existe em sua plenitude, no espaço-tempo anterior ao nascimento, sendo uma entidade de enormes potenciais. Para evoluir, precisamos passar por experiências, cujo veículo será o corpo físico.

Quando começa o processo de encarnação-reencarnação, nosso espírito encarna parcialmente no corpo físico (nunca em sua totalidade). Com a morte do corpo físico, retornamos a nossa origem, onde as experiências a que fomos submetidos são avaliadas e integradas a nossa estrutura essencial, ao nosso “Real-EU”. Nesse processo reencarnatório vamos vivenciando as leis universais.

De forma geral, existem 3 tipos de lembranças que podem ocorrer dentro do processo de regressão:

Lembranças vividas: lembranças detalhadas, uma certeza absoluta da reencarnação. Em plena consciência de que é algo que você não vivenciou, lembra-se como se fosse uma lembrança de sua infância que você havia esquecido ha tempos.

Cenas Pictóricas: você consegue visualizar inclusive o corpo que teve em outra encarnação, como se estivesse assistindo um filme.

Revivência: quando ocorre, a pessoa acredita que está passado novamente pelas situações que sua mente está lembrando.

Não existem motivos para temer a regressão. Nenhuma estrutura psicológica é apagada ou prejudicada, afinal, toda a bagagem que temos, faz parte do que somos. Relembrar e voltar a passar por fatos ocorridos em vidas passadas pode nos ajudar a reduzir tensões, controlar ou eliminar dores, culpa, ansiedade e medos, desenvolver a concentração, liberar potenciais pessoais, acionar o senso de responsabilidade, entender os pais e outras pessoas do círculo íntimo, aliviar pressões reprimidas e esquecer feridas antigas, melhorar a visualização, tornar-se mais ativo(a) e aumentar a crença em que tudo continua, nada no universo acaba.

Certas doenças físicas e psicológicas, possuem sua origem em uma encarnação passada. Sem conhecer a causa, os efeitos permanecem, dificultando qualquer processo de cura. Nos conhecermos bem, é sempre benéfico e positivo.

 

Namastê. 😀

Comentários

comentários

About Carlos Machado Jr (Caju)

Leonino com ascendente em Sagitário. Estudo e me interesso por mediunidade, espiritualidade, astrologia, esoterismo, Umbanda, psicologia, parapsicologia, comportamento, religiões, orixás, ocultismo, oráculos, filosofia e mais uma dezenas de temas. :-)

One comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.